Shamir: o futuro em forma de Autograph Intelligence

No centro do Otticlub da MIDO, o espaço de conferências e formação da feira, a Shamir expôs mais um dos avanços tecnológicos desenvolvidos in house em prol da ótica e da visão. Autograph Intelligence é a lente progressiva que muda o paradigma deste segmento, ao especializar-se na medida da idade visual e dos hábitos de vida do utilizador. Em plena feira mundial, a equipa LookVision Portugal teve ainda o orgulho de ouvir Portugal, no nome de Luís Feijó e da sua equipa da Shamir Portugal, ser amplamente elogiado pelo dinamismo e inovação da filial portuguesa diretamente da equipa da casa mãe desta grande multinacional.

Yagen Moshe, CEO e presidente da Shamir, recebeu a sala cheia de imprensa e óticos, curiosos pela promessa de mais uma grande novidade tecnológica na ótica.  A expectativa só foi acalmada pela voz Shahar Ben Ari, o diretor de formação e gestor da experiência do consumidor da Shamir, que introduziu a novíssima e avançada Shamir Autograph Intelligence.

A lente progressiva vem responder às novas necessidades dos presbitas e apurar o conceito deste segmento. Ou seja, até aos dias de hoje as progressivas partilhavam um mesmo conceito de design, o que significava que havia apenas um desenho a ser adaptado de acordo com a graduação dos usuários, o que satisfazia as pessoas em geral. “Mas na Shamir estamos sempre a questionar-nos e a pergunta que se impunha era: será que um design satisfaz as necessidades de todos? Depois de muita pesquisa, hoje já sabemos a resposta. Fomos atrás das reais necessidades dos presbitas e tivemos que entrar num campo diferente. Entramos no terreno das grandes empresas tecnológicas. O grande hype atual, e o que motiva estas companhias mundiais, é a inteligência artificial e a enorme quantidade de informações e dados necessários para a desenvolver. A Shamir inspirou-se neste empreendimento e lançou-se no seu próprio levantamento de dados extensivo, algo pioneiro numa empresa de ótica. Desta forma desenhamos os primeiros designs, baseados na inteligência artificial”, esmiuçou Shahar Ben Ari.

No Comments Yet

Comments are closed